2010: ELIMINAÇÃO DA POBREZA- LIBERA ASSOCIAZIONE IL POPOLO


PÁGINA 2-9: O PONTO DE VISTA GLOBAL


Home - Mapa do Site


ÍNDICE PÁGINA 2-9

1. O PONTO DE VISTA GLOBAL
2. A REVOLUÇÃO MENTAL
3. AQUI PLANETA TERRA
4. PERGUNTAS - RESPOSTAS


1. O PONTO DE VISTA GLOBAL

Nesta introdução procuraremos explicar o que entendemos sobre o ponto de vista global, renovando a nossa grande mensagem de esperança. Em 1988 e 1999 conseguimos explicá-lo para cerca de 700.000 pessoas de mais de 40 culturas diferentes, andando pelas ruas de pelo menos 200 cidades de várias partes do mundo. (Manaus, Bombay, Frankfurt, Moscou, Tóquio, Nova Iorque...). Conseguimos expô-lo em milhões de orações públicas, batendo à porta de mais de 300.000 casas, distribuindo milhões de panfletos, chegando até aos lugarejos mais perdidos dos antigos povos tribais. Desde julho de 1999 estamos trabalhando na Campanha 2010: Eliminação da Pobreza e em 14/01/2003 inauguramos este site. A partir do dia em que o homem colocou os pés na lua, algo no mundo mudou. A visão dos místicos, dos artistas e dos cientistas aparece hoje para qualquer um na sua confortante verdade. O abismo que separava os povos e os indivíduos foi finalmente coberto. Todos poderão ter amor, satisfação, direitos e liberdade. Viver será um direito. A superstição, a violência, o sofrimento serão uma vaga lembrança dos tempos passados. Na primeira transmissão televisiva em direto , a consciência humana se abriu para um novo ponto de vista. Assim que Armstrong olhou para a Terra, houve uma revolução mental, a maior revolução de todos os tempos. Vejamos porquê:


2. A REVOLUÇÃO MENTAL

1. Todas as experiências humanas, os indivíduos, os povos, o passado, o presente e o futuro, se associaram na única visão do planeta Terra posto no céu. Tudo o que estava dividido estava ligado indissoluvelmente ao mesmo destino. Tudo estava acontecendo ao mesmo tempo e no mesmo lugar , causando espanto e maravilha. 2. Infelizmente sabemos que os sentidos enganam e então se vivia como se a Terra estivesse parada e o Sol girasse em torno dela. Pelo contrário, se viu claramente que a Terra gira em torno dela mesma e em torno do Sol, o qual por sua vez, gira em torno de uma Galáxia que chamamos Via Láctea, a qual se pressupõe que gire em torno do centro de algo que chamamos Universo. A ciência e o progresso triunfavam assim sobre a superstição e o obscurantismo. A vida eterna deixou de ser um dogma religioso e começou a ser um objetivo ao alcance do progresso científico. 3. Com a clara percepção de que todos os seres humanos estavam no "mesmo barco", nasceu a necessidade de se ajudar reciprocamente. Já não era só Deus no céu, mas todo ser humano com o seu destino. Todo indivíduo, as suas opiniões e as suas aspirações começaram a ser parte fundamental e insubstituível do grupo. A grande riqueza do gênero humano. 4. Mudou portanto o registro de identificação coletivo. Era natural se identificar na humanidade. Todo sofrimento e toda alegria de um ser humano começaram a ser as próprias alegrias e os próprios sofrimentos. As multidões começaram a se animar para resolver problemas gerais, elevando a própria vida e a vida de todo ser humano a níveis aceitáveis pela consciência de cada um e portanto de todos. 5. A visão global de si próprio e dos outros, do universo, da história e do destino, própria dos místicos, artistas e cientistas, a visão confortante, infinita e inspiradora que antes numa única palavra era chamada Deus, tornou-se finalmente ao alcance de todos. 6. O inconcebível tornou-se concebível, mudando a concepção do inconcebível, isto é de Deus. Deus era sempre tudo, ma este tudo tinha mudado. 7. Os povos começaram a sentir a necessidade de se adaptarem a esta mudança para se libertarem do passado, dos preconceitos e dos ódios recíprocos, para unirem-se livremente numa única grande nação global, o reino do amor, da satisfação, dos direitos e da liberdade. O triunfo da não violência, da ciência e da prosperidade, à procura do amor, da eternidade, à conquista do espaço infinito.


3. AQUI PLANETA TERRA

No específico da situação que estamos vivendo, se nos comparássemos a um astronauta que olha para o seu planeta, colocado no céu, perto das estrelas, o que sentiríamos? Parece que estamos vivendo uma mudança de época. A tecnologia e o progresso aceleraram as velocidades e reduziram os tempos. Tudo está em rápida conexão e as mudanças podem acontecer a qualquer momento. Mas isto gera tensão. Muitos sistemas mentais não estão prontos e opõem resistência procurando parar a história no próprio triunfo em condições históricas diferentes. Em cada ângulo do planeta há conflito não só entre exércitos de diferentes nações, mas também entre partidos das mesmas nações, entre facções dos mesmos partidos, no interior das facções, das famílias, dos “lobbies”, das empresas, dos clãs, das religiões, onde quer que seja. É evidente que algo de grandioso está por acontecer. Se alguém passasse pela linha de conflito, convencido de ter razão, se sentiria no direito de praticar a violência. Seria uma explosão de tipo mental, muito mais do que físico. As consciências de milhões de indivíduos não suportariam o conflito das próprias contradições internas e isso causaria uma esquizofrenia coletiva. Contudo, isto não é um mal, mas um sinal da necessidade de tomarmos consciência da mudança que estamos vivendo e fazermos um pequeno esforço para ir ao encontro do próximo e do pressuposto inimigo, para abraçá-lo, ouvi-lo, aceitando as suas qualidades e os seus defeitos e convidando-o para uma relação de proximidade recíproca. A mente humana funciona desde sempre de maneira dualística. O bem e o mal, Deus e o Diabo, o macho e a fêmea. E este mesmo princípio pode gerar um novo percurso dualisticamente oposto, em que os termos não são postos em contradição entre eles, mas em complementariedade; não em competição, mas em encontro e amizade; não em dialética, mas em comunicação. Mais do que em outras épocas, é preciso usar o próprio cérebro e estimular o desenvolvimento de novas ligações neuroniais que permitam ir além do que sempre se acreditou, se abrindo ao novo de que falam os 7 pontos acima mencionados. No específico da ação concreta, somente na atuação do ponto 4 a mente obterá tranquilidade. Devemos compreender esta revolução e viver desde já o destino maravilhoso que logo será de todo o gênero humano. Domenico Schietti ( Janeiro 2003)


4. PERGUNTAS - RESPOSTAS

1. Desculpem, resumindo?
Não-violência, método científico, eliminação da pobreza.

2. Efetivamente em 1988 não se falava de ponto de vista global e talvez por isso tiveram um grande sucesso. Mas durante 10 anos, vocês têm repetido sempre o mesmo discurso?
Sim, embora na realidade, para tornar tudo mais claro, em certos períodos trabalhávamos em pontos específicos do ponto de vista global. Organizamos fóruns abertos e publicações abertas a todos, bem como campanhas sobre temas de interesse comum e colaboramos em várias atividades de outras organizações. Obtivemos importantes sucessos, como alguns semáforos postos em cruzamentos perigosos, mais do que ter ajudado a salvar inteiras populações do extermínio e do genocídio.

3. Qual o ponto de vista de vocês sobre o passado?
O que se passou não irá prejudicar o que se há de passar. A prosperidade e a felicidade de todos glorifica o passado de cada um, falamos de futuro, falamos de não violência, método científico e eliminação da pobreza. Eliminemos a pobreza, por favor.

4. Que comportamento devemos ter com as pessoas ruins, de má-fé, desconfiadas, que desejam a morte, a vingança e a destruição?
Mesmo que ocupassem cargos importantes, na maioria são pessoas frágeis, medrosas e solitárias, com complexos e problemas graves de saúde, pessoas que muitas vezes usam remédios desmedidamente (álcool, drogas, tabaco, chocolate, psicofármacos, analgésicos). Estas pessoas deveriam cuidar melhor de si mesmas e consultar um médico de confiança. Nos outros casos, são pessoas que já estão em fase de tratamento e deveriam ser tratadas como um doente, oferendo-lhes flores ou um bilhete para o circo.

5. E a luta pelo poder e a posse?
Júlio César trocaria o seu império por um dos nossos computadores portáteis. O mundo mudou. O desejo hoje não é mais se estabelecer e criar raízes, mas viajar, se deslocar, e com poucos objetos possivelmente. A lógica do poder e da posse é como andar a cavalo. O que até antes da invenção do motor era uma necessidade existencial agora, pelo contrário, é um passatempo, um hobby. Para ver um quadro ou uma imagem bonita, faziam-se peregrinações de até mil quilômetros; agora basta ligar a TV ou acessar à internet. As torneiras de ouro ou a escravidão já ninguém os quer. Hoje se quer liberdade: o mundo mudou. O poder e o sucesso são anacronismos. O futuro não é blade runner ou matrix, mas doçura, amor, wellness, poesia e o direito de viver. Um empresário agrícola com o seu trator faz o trabalho de um milhão de camponeses. O mesmo vale para os empregados e os operários com uso dos computadores e da tecnologia. A eliminação da pobreza não é mais uma utopia, mas um objetivo possível, ao alcance do gênero humano: Eliminemos a pobreza, por favor.

6. Como é que quase ninguém tinha percebido?
Porque é algo que nos foge na sua totalidade (ex: uma floresta, a imensidão, a juventude, a felicidade, a Terra, a humanidade...)

7. Vocês falam de Via Láctea, que gira no centro do universo, e o Big Bang?
Na verdade temos muito poucos dados. Por exemplo, ainda não se estabeleceu se o espaço existe fora da consciência humana ou é um fenômeno da consciência. O mesmo vale para o tempo. Temos muito poucos dados e são tudo teorias muitas vezes mais fantasiosas e injustificadas projeções do sistema mental dominante.

8. Poderiam explicar melhor os pontos 5 e 6 quando falam de Deus?
O conceito de Deus deve ser redefinido em escala global porque hoje misturou-se tudo. Quando se fala em Deus ninguém sabe exatamente do que se está falando, de quem se trata ou quem é este Deus, se nosso, se dos outros, se é um ou se vários. Há uma grande confusão diante da qual devemos nos esforçar para encontrar uma solução cada vez melhor que possa contentar a todos. Certos de que nenhum Deus é a favor da pobreza, enquanto se discutem as questões teológicas, a nossa proposta é de se unir num trabalho concreto a favor dos fracos, dos necessitados, dos doentes, dos indefesos e de todos os que sofrem: 2010: Eliminação da Pobreza .

9. Como se faz para explicar a uma criança o ponto de vista global?
Basta oferecer-lhe um mapa mundi, e depois, de uma coisa vai-se à outra.

10. Desculpem, mas não entendi nada...
As missões espaciais abriram a mente humana para um novo ponto de vista. Milhões de pessoas começaram a se animar espontaneamente em nome do amor, da não violência, dos direitos, da humanidade, da prosperidade, da liberdade e da ciência. Mas, depois da queda do muro de Berlim, a história recaiu sobre si mesma e tudo isto acabou. Somente alguns continuaram a acreditar. Mantiveram aceso o fogo da esperança e agora todo o mundo está pronto para se lançar numa nova grande aventura: a eliminação da pobreza.

11. Poderiam contar uma anedota divertida?
Normalmente vemos a Lua olhando para o céu e do ponto de onde a olhamos temos o efeito ótico de estar em baixo dela. A maioria das pessoas, como se estivesse na Lua querendo olhar para a Terra acredita que a Terra está em baixo, que se deve olhar para ela como debruçados de uma janela. Não consegue entender que lá na Lua, olhando para baixo, se vê a Lua, assim como na Terra, olhando para baixo, se vê a Terra. Na Terra se vê o céu olhando para cima, e a Lua, o Sol e as Estrelas estão no céu. Assim, na Lua se vê o céu olhando também para cima, e a Terra, o Sol e as Estrelas também estão no céu. Esta é a mudança do ponto de vista. A Terra posta no céu. O ser humano posto no céu. O nosso destino posto no céu. Enfim, parece bobagem, mas é a maior revolução mental de todos os tempos.

foto Ponto vista global Revolução Globalização terra


E-MAIL




TRADUÇÃO

The Italian into Português translation is by:

Name: Valéria Vicentini
Country: Portugal
E-mail:
Web Site: em construção
Fields of expertise: técnico, comercial, jurídico, publicitário, turístico, literário.
Native Language: português
Language Combinations: Português-Italiano-Português


Este site foi traduzido em vários idiomas. Para mais informações, clique em:
Os tradutores do site 2010: Eliminação da Pobreza


Libera Associazione il Popolo

Home - Mappa del Sito


2010PEGMP

2010: Poverty Elimination Global Media Project








Libera Associazione il Popolo

2010: ELIMINAZIONE POVERTA' 2/9 3/9 4/9 6/9
2010: POVERTY ELIMINATION 2/9 3/9 4/9 6/9
2010: ELIMINAÇÃO POBREZA 2/9 3/9 4/9 6/9
2010: ELIMINATION PAUVRETE 2/9 3/9 4/9 6/9
2010: ELIMINACIÓN POBREZA 2/9 3/9 4/9 6/9
2010: УНИЧТОЖЕНИЕ БЕДНОСТИ 2/9 3/9 4/9 6/9
2/9 3/9 6/9 2010 : القضاء على الفقر



GOOGLE ADSENSE

Google
 
Web 2010PEGMP











Most Popular Sites for Poverty Elimination

EN Most Popular Sites ES Sitos Más Populares IT I Siti Più Popolari del Web!